Seminário reúne docentes, políticos e Bispos para discutir a temática da educação para o diálogo no atual cenário político brasileiro

A Academia de Líderes Católicos Brasil realiza o Seminário Nacional de Liderança Cristã na Política, de 4 a 25 de novembro, com o tema “Educação para o Diálogo no atual cenário político brasileiro”.  Este primeiro seminário contará com a formação de políticos, docentes universitários e eclesiásticos de diversos estados do Brasil com o intuito de promover a educação para um diálogo, segundo o espírito da Encíclica Fratelli Tutti, do Papa Francisco, em um cenário de forte polarização, posições excludentes atualmente presentes no Brasil.

Em entrevista ao portal da CNBB sobre as motivações da iniciativa, o padre Frederico Martins e Silva, assessor da Academia de Líderes Católicos Brasil e um dos organizadores do evento, recordou as falas do Papa Francisco, onde o pontífice questiona como devemos agir em contextos de polarização quando a política, a sociedade e a mídia por vezes parecem ser uma competição de quem fala mais alto, em que os oponentes procuram cancelar uns os outros enquanto disputam o poder.

“A ausência de diálogo sincero, nos recorda o Papa Francisco, na nossa cultura pública faz com que seja mais difícil criar um horizonte partilhado rumo ao qual podemos caminhar juntos, isso o Papa nos recordou no texto cujo nome é “Vamos sonhar juntos o caminho para um futuro melhor”, afirma o padre Frederico.

Padre Frederico disse que é necessária uma nova presença de católicos na política da América Latina, conforme recorda o Papa. E se utilizando das palavras do pontífice, padre Frederico disse que essa nova presença não implica somente em novos rostos nas campanhas eleitorais, mas principalmente novos métodos que permitam forjar alternativas que, simultaneamente, sejam críticas e construtivas.

É nesse intuito, nesse espírito, nessa orientação do Santo Padre é que a Academia de Líderes Católicos no Brasil, que forma jovens em vários países da América Latina, e que também tem promovido esses seminários de formação política em vários países como o México, Peru, Uruguai, Chile, Equador e agora aqui no Brasil, reiterou o padre Frederico.

Padre Frederico recordou também a fala do Papa em que ele diz que ser católico comprometido na política não significa ser um recruta de algum grupo, organização ou partido, mas viver dentro de uma comunidade. “As circunstâncias em que vivemos não mudarão de imediato, no entanto lembra o Papa, podemos olhar para realidade de maneira nova, podemos viver com renovada paixão os desafios na construção do bem comum. Entrar na política significa apostar na amizade social”, disse.

Ainda utilizando-se de inspiração das palavras do Papa Francisco, padre Frederico afirmou que a política não é a mera arte de administrar o poder, os recursos ou as crises, e que a política é uma vocação de serviço.

“É com esse intuito que a  Academia de Líderes Católicos Brasil promove este evento para fomentar no coração de muitos que possuem a vocação para a política que atuem significativamente neste ambiente político de maneira saudável e também trazendo os princípios da Doutrina Social da Igreja”, finaliza padre Frederico.

Programação

O primeiro dia do Seminário, 4 de novembro, teve como tema “Saúde” e contou com a participação de dom Darci José Nicioli, arcebispo de Diamantina (MG).

Entre os palestrantes e debatedores convidados para participar do evento também estão o presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, que dará uma palavra inicial no dia 11 de novembro, às 19h30, sobre pobreza e violência.

Também o cardeal Sergio da Rocha, arcebispo de Salvador (BA) dará uma palavra inicial no dia 18 de novembro, às 19h30, sobre economia e ecologia.

As inscrições para participar do evento podem ser feitas pelo site oficial do Seminário: https://arquidiocesana.org.br/seminario/index.html

FONTE: CNBB